Olá, tudo bem? Obrigado por visitar-nos. Queremos divulgar nossa tradição não só no Rio Grande, mas aonde houver um gaúcho. Se gostares do blog, divulgue para tua lista de contatos. Aproveite a visita ao blog, deixe seu RECADO, COMENTE nossos posts, olhe nossos PRODUTOS e seja um SEGUIDOR.

Faça seu pedido

Shana Müller: entrevista

Olá Caro leitor, se quiseres acompanhar nossos artigos, assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!
Entrevista com Shana Müller

"Vou levantar a bandeira quantas vezes for necessário", diz Shana
Cantora diz que não se ofendeu com críticas sobre postura nacionalista

Uma foto com a bandeira do Brasil e as frases “Hoje é dia de torcer pela nossa seleção! Vamos juntos vestir nossas cores e abrir o peito gritando GOL!” bastaram para que a cantora Shana Müller protagonizasse uma polêmica sobre patriotismo e bairrismo entre os gaúchos.

Os comentários criticando a postura nacionalista da cantora de músicas regionais a motivaram a escrever uma coluna sobre o tema em seu espaço mensal no Segundo Caderno, publicada neste sábado em Zero Hora.

O texto colocou a polêmica em evidência e motivou outra série de comentários, de críticas e de apoio. Em entrevista a ZH, Shana relatou que esse era justamente o seu objetivo: fomentar a reflexão sobre o tema. 

Zero Hora — A foto com a bandeira do Brasil postada em sua página no Facebook motivou mais de 50 comentários, incluindo algumas críticas. Como você encara esses comentários?

Shana Müller — Li todos os comentários e a maioria das manifestações foi a favor. Essa foto foi tirada em um festival na Argentina, quando alguém atirou a bandeira no palco, por eu estar representando o país. Com a postagem da foto no Facebook, algumas pessoas iniciaram uma discussão sobre o patriotismo. São pessoas ligadas ao separatismo, que curtem páginas como “O Sul é meu país” e “República Rio-Grandense”. A internet é um espaço livre e me serve muito mais como uma inspiração do que me afeta como artista. As pessoas têm direito de concordar ou discordar. Escrevi a coluna na Zero Hora porque queria que as pessoas refletissem sobre o tema.

ZH — Que tipo de manifestação lhe causou mais espanto? Você ficou ofendida com algum comentário?

Shana — Não fiquei ofendida com nenhum comentário. Achei até graça de algumas coisas, porque são posturas extremistas, como de alguém que me mandou embora do Estado ou de outro que disse que queimou os meus CDs. Enquanto artista e, no meu caso, como jornalista e formadora de opinião, é meu papel como expor meu pensamento e estou disposta a ouvir as pessoas que discordam ou até me xingam. Se eu me importasse com as críticas eu não estaria nem na rede, não fiquei chateada.

ZH — Em sua coluna, você disse que foi chamada de “braúcha” e “caramuru”. Você se considera assim?

Shana — Enquanto artista eu não gosto de nenhum rótulo. Sou cantora de música regional brasileira do meu lugar, o Rio Grande do Sul. A arte não tem rótulo, pois é uma manifestação livre. Não gosto nem do rótulo de tradicionalista, movimento que fiz parte e já fui primeira prenda. Por estudar a história do Estado, sei como defendemos a nossa fronteira e temos orgulho se sermos guerreiros. Sinto orgulho de representar essa região, mas isso não me exclui de ser brasileira. 

ZH — Você também disse que um fã queimou seus CDs e outro mandou que você não cantasse mais músicas rio-grandenses. O que você pensa sobre a postura deles?

Shana — Eu jamais faria um texto sem ter convicção do que estou dizendo. Sinto muito, mas isso não vai mudar o que eu penso. Vivemos em um país livre e vou levantar a bandeira do Brasil quantas vezes for necessário. Se quiserem queimar meus CDs, paciência. Digo o que eu penso e isso tem conseqüências.

ZH — Você já tinha recebido esse tipo de crítica? 

Shana — Crítica sempre há, mas algo que repercutisse tanto assim foi a primeira vez. Creio que tenha sido por causa do momento, da Copa do Mundo, em que a nação está muito efervescente. Sou a favor de torcer para a Seleção, pois os problemas dos gastos da Copa não nos fazem deixar de gostar de futebol. A diferença está nas atitudes de cada um, nos nossos votos. Acho que é um momento de reflexão sobre o país. Tomara que nos demos conta de que somos capazes de transformar o Brasil.

por Fernanda da Costa

Mais informações »

Fonte e texto: Zero Hora




Descubra, clicando nas hashtag (#), o que estão falando sobre esses assuntos no Facebook:

#pithanpilchas #chimarrao #bombacha #pilcha #Tchê #vestido #bota #alpargata
#LojaPithanPilchas #CTG #Prenda #Peão #Rodeio

Descubra, clicando nas hashtag (#), o que estão falando sobre esses assuntos no TWITTER:
#pithanpilchas #chimarrao #bombacha #pilcha #Tchê #vestido #bota #alpargata
#LojaPithanPilchas #CTG #Prenda #Peão #Rodeio


Neste blog, tu encontrarás notícias sobre: a cultura do Rio Grande do Sul, Semana FarroupilhaCTGrodeiobaileENARTprendapeãocavalosFreio de Ourofestas típicasfestivais de músicaagenda de artistasturismo e muito mais... 


Você sabia? O Blog da Pithan Pilchas é atualizado todos os dias, por isso recomendo que siga nosso TWITTER (@pithanpilchas), RSS FEEDFACEBOOK ou cadastre seu endereço de e-mail para receber nossas atualizações por e-mail.
Assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!

0 comentários:

Postar um comentário

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS
COMPRE SEU LIVRO NA PITHAN PILCHAS: CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS
Related Posts with Thumbnails