Olá, tudo bem? Obrigado por visitar-nos. Queremos divulgar nossa tradição não só no Rio Grande, mas aonde houver um gaúcho. Se gostares do blog, divulgue para tua lista de contatos. Aproveite a visita ao blog, deixe seu RECADO, COMENTE nossos posts, olhe nossos PRODUTOS e seja um SEGUIDOR.

Faça seu pedido

Jairo Lambari Fernandes no Galpão de Ronda

Olá Caro leitor, se quiseres acompanhar nossos artigos, assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!
Galpão recebe Lambari

Com algumas músicas novas e outras mais antigas, Jairo Lambari Fernandes vem a Pelotas nesta semana para realizar dois shows no Galpão de Ronda - um na quinta-feira (5) e outro sexta. Planejando o lançamento de seu terceiro álbum para setembro, o músico nativista promete também trazer suas canções mais conhecidas para o encontro com a plateia pela qual tem tanto carinho.

Após os álbuns De flor e luna e Buena vida, o terceiro vem para também tocar fundo na alma. “Eu falo sobre o coração. Eu sou assim, emoção, e por isso componho dessa forma”, explica o compositor, que se define um exímio crítico da própria obra. “Sou muito crítico com o que faço. Acredito que a autocrítica seja um respeito com quem consome tua música, pois o produto final terá uma qualidade melhor. Glorifica o trabalho”, acredita.

Serviço
O quê: show de Jairo Lambari Fernandes
Quando: quinta e sexta, às 22h15min
Onde: Galpão de Ronda (avenida Bento Gonçalves esquina Félix da Cunha)
Couvert: R$ 10,00

Por: Amanda Santo - amanda@diariopopular.com.br

Letra de uma de suas obras:

Morena
Jairo Lambari Fernandes
Composição: Jairo Fernandes "Lambari" / Anderson Fernandes

Permita morena, que eu sonhe contigo, num rancho onde abrigo meus dias de frio
Permita morena, que eu veja teus olhos, buscando os meus olhos nas águas do rio
Permita morena, que eu pegue a guitarra, e solte as amarras da minha ilusão
E cante num verso meus ternos segredos, vestidos de medo, amor e paixão

(Permita morena, que eu ceve outro mate, pra dor que me bate nesta solidão
Permita morena, que chame teu nome, matando a fome do meu coração
Se acaso morena teus olhos luzeiros, tiver paradeiro em outro olhar
Perdoa morena meus olhos tristonhos, perdoa os meus sonhos se contigo eu sonhar)
Int.

Perdoa morena, se trouxe comigo, teu lindo sorriso na graça do olhar
Perdoa morena, se tenho saudade, me falta coragem pra te procurar
Não chores morena se à noite sinuela, povoar de estrelas teu meigo sonhar
E quando enxergares a estrela cadente, é meu sonho insistente a te cortejar

Assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!

0 comentários:

Postar um comentário

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS
COMPRE SEU LIVRO NA PITHAN PILCHAS: CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS
Related Posts with Thumbnails