Olá, tudo bem? Obrigado por visitar-nos. Queremos divulgar nossa tradição não só no Rio Grande, mas aonde houver um gaúcho. Se gostares do blog, divulgue para tua lista de contatos. Aproveite a visita ao blog, deixe seu RECADO, COMENTE nossos posts, olhe nossos PRODUTOS e seja um SEGUIDOR.

Faça seu pedido

Tertúlia Musical Nativista

Olá Caro leitor, se quiseres acompanhar nossos artigos, assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!
O retorno da Tertúlia Musical Nativista

Festival de música gaúcha, que ocorreu em Santa Maria de 1980 até 1999, deve ganhar nova edição
Santa Maria deve voltar a ter um grande festival dedicado ao nativismo. A Tertúlia Musical Nativista ganhará uma nova edição nos dias 12, 13 e 14 de novembro, conforme a prefeitura. O evento, que teve 17 edições de 1980 até 1999, na Estância do Minuano e no antigo Cine Independência, agora será realizado na gare com entrada de graça.

O anúncio da reativação do festival chega em boa hora. Isso porque o Minuano da Canção, festival que substituiu o Tertúlia e que ocorreu no Coração do Rio Grande de 2002 a 2008, mudou-se, deixando uma lacuna para os amantes da música gaúcha. A oitava edição do Minuano, que começou na última quinta-feira e foi até domingo, teve como sede São Pedro do Sul.

No fim de 2009, a Secretaria de Cultura havia anunciado sua intenção de fazer um festival nos moldes do Tertúlia. Depois de um tempo tentando negociar o uso da marca com a Estância do Minuano, detentora do nome do festival, a atual administração conseguiu a liberação. Porém, uma das características do festival, que era o acampamento estilo Woodstock, não será repetido por causa no novo espaço onde a competição musical será feita.

– Temos de resgatar essa história dos festivais nativistas. A Tertúlia sempre foi sinônimo de credibilidade. Como vai ser na gare, não teremos o espaço para camping. Mas hoje em dia a maioria das iniciativas semelhantes também não faz acampamento – afirma a secretária de cultura, Iara Druzian.

Modelo – O conselho administrativo da Estância do Minuano confirma as negociações envolvendo o nome do evento.
– Não tínhamos condições de fazer o festival e cedemos o nome para a prefeitura – revela o presidente do conselho de administração da Estância do Minuano, Lauro Ferreira de Bitencourt.

A ideia é trabalhar com base no formato das edições anteriores, intercalando as apresentações da mostra competitiva com shows de grandes nomes do nativismo.
Até o final de semana, a Secretaria de Cultura deve enviar o projeto para a Lei de Incentivo à Cultura (LIC) do Rio Grande do Sul. A previsão é que o valor necessário para fazer o festival seja de aproximadamente R$ 200 mil.

fonte: Linha Campeira
Assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!

0 comentários:

Postar um comentário

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS
COMPRE SEU LIVRO NA PITHAN PILCHAS: CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS
Related Posts with Thumbnails