Olá, tudo bem? Obrigado por visitar-nos. Queremos divulgar nossa tradição não só no Rio Grande, mas aonde houver um gaúcho. Se gostares do blog, divulgue para tua lista de contatos. Aproveite a visita ao blog, deixe seu RECADO, COMENTE nossos posts, olhe nossos PRODUTOS e seja um SEGUIDOR.

Faça seu pedido

Cronologia da guerra dos Farrapos

Olá Caro leitor, se quiseres acompanhar nossos artigos, assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!
1835

18 de setembro: reunião na loja Maçônica Philantropia e Liberdade, decide pelo início da revolta.
19 de setembro: Início da Guerra dos Farrapos com o ataque a Porto Alegre.
21 de setembro: Marciano José Pereira Ribeiro é nomeado governador da província.

1836

16 de fevereiro: Américo Cabral de Melo é nomeado governador da província.
28 de março: Marciano José Pereira Ribeiro é nomeado governador da província.
9 de abril: o capitão Francisco Pinto Bandeira surpreende os farroupilhas em Torres, derrotando-os.
22 de abril: Onofre Pires derrota em Mostardas os legalistas comandados pelo capitão Francisco Pinto Bandeira, ordena o fuzilamento dos prisioneiros.
12 de junho: Bento Gonçalves derrota em Arroio dos Ratos, uma tropa de Bento Manuel, que consegue fugir.
13 de junho: Domingos Crescêncio derrota o legalista João da Silva Tavares na lagoa Cajubá.
15 de junho: Recuperação de Porto Alegre pelos legalistas.
15 de junho: José de Araújo Ribeiro é nomeado governador da província.
4 de julho: Antônio Elzeário de Miranda e Brito é nomeado governador da província.
24 de julho: José de Araújo Ribeiro é nomeado governador da província.
10 de setembro: Batalha do Seival.
11 de setembro: O coronel farroupilha Antônio de Souza Neto proclama a República Rio-Grandense, capital Piratini.
3 a 4 de outubro: Batalha do Fanfa.
4 de outubro: Derrota das tropas de Bento Gonçalves, chefe dos farroupilhas, no rio Jacuí.
6 de novembro: A República de Piratini é estabelecida.


1837

5 de janeiro: Antero José Ferreira de Brito é nomeado governador da província.
15 de março: Onofre Pires e Corte Real escapam da prisão no Rio de Janeiro.
23 de março: Bento Manuel prende o governador da província e volta para o lado farroupilha.
1 de abril: Américo Cabral de Melo é nomeado governador da província.
15 de maio: Gen. Neto ataca Porto Alegre
16 de maio: Francisco das Chagas Santos é nomeado governador da província.
6 de junho: Feliciano Nunes Pires é nomeado governador da província.
2 de julho: acontece o combate de Ivaí, 50 legalistas são mortos.
12 de agosto: Gen. Neto conquista Triunfo.
3 de novembro: Antônio Elzeário de Miranda e Brito é nomeado governador da província.
18 de novembro: O Corpo Policial da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul é criado.


1838

31 de março: governador Elzeário tenta vencer os rebeldes em Viamão
1° de abril: Elzeário marcha para Rio Pardo
7 de abril: Farroupilhas conquistam Caçapava do Sul
30 de abril: Batalha do Barro Vermelho - os farrapos tomam Rio Pardo, a Tranqueira Invicta.
11 de maio: Terceiro cerco de Porto Alegre
29 de agosto: Bento Gonçalves lança seu manifesto em Piratini
1° de setembro: circula o primeiro exemplar de O Povo, jornal oficial farrapo
5 de setembro: apreendida a sumaca Mineira
6 de outubro: criação da Vila Setembrina


1839

1° de janeiro:Bento Gonçalves ordena a mudança da capital farroupilha para Caçapava do Sul
2 de janeiro: o governador Elzeário dá início a uma ofensiva contra os farroupilhas em Porto Alegre
1° de fevereiro: Elzeário ataca Viamão, defendida por Bento Gonçalves. Bento Manuel Ribeiro toma duas canhoeiras e um lanchão legalista no Rio Caí, inviabilizando a ofensiva legalista.
10 de março: Farrapos invadem Lages
13 de abril: Greenfeld ataca o estaleiro farroupilha em Camaquã
14 de abril: no Combate do Faxinal, os imperiais tomam uma canhoeira, matam dois e prendem dez farroupilhas ligados ao Gen. Neto.
12 de junho: João Dias de Castro é nomeado governador da província.
24 de junho: Saturnino de Sousa e Oliveira Coutinho é nomeado governador da província.
22 de julho: Laguna é tomada pelos farroupilhas.
24 de julho: A República Juliana é um estado proclamado em Santa Catarina.
21 de agosto: A base naval farroupilha em Camaquã é destruída.
15 de novembro: Lagunda é retomada pelos legalistas, é o fim da República Juliana.
14 de dezembro: Francisco Xavier da Cunha é derrotado pela tropa de Teixeira Nunes.


1840

12 de janeiro: a tropa de Teixeira Nunes é dizimada pelos imperiais, dos 450 combatentes, menos de 50 consegue retornar a Lages e depois ao Rio Grande do Sul.
10 de fevereiro: é convocada pelos farroupilhas uma Assembleia Constituinte e Legislativa, só viria a se reunir dois anos depois.
25 de fevereiro: Filipe de Oliveira Néri deixa Porto Alegre, por Caí, e com sua tropa ataca os farroupilhas em Viamão.
3 de março: vindo de Rio Grande, passando por Caí, Manuel Jorge e sua tropa atacam Viamão.
3 de maio: combate do Taquari. Última edição de O Povo.
27 de julho: Francisco José de Sousa Soares de Andréa é nomeado governador da província.
30 de novembro: Francisco Alves Machado é nomeado governador da província.


1841

17 de abril: Saturnino de Sousa e Oliveira Coutinho é nomeado governador da província.


1842

20 de janeiro: Bento Gonçalves e 300 homens, atacam uma tropa de Chico Pedro, mas são derrotados, tendo 36 mortes, 20 prisioneiros, os imperiais tem somente 3 mortes e 7 feridos
3 de março: o imperial Procópio Gomes de Melo derrota Domingos de Oliveira, em Pelotas.
26 de junho: José Maria da Silva Bittencourt assume o comando das forças legalistas.
27 de junho: forças imperiais atacam Piratini, prendendo José Mariano de Matos e Joaquim Pedro Soares.
24 de setembro: Caxias é nomeado governador da província e comandante das armas.
9 de novembro: Caxias assume como governador da província e comandante das armas.
1 de dezembro: reune-se a Assembleia Constituinte e Legislativa Farroupilha, convocada pelos farroupilhas em fevereiro de 1840.


1843

11 de janeiro: Caxias transpõe o Canal São Gonçalo e inicia a campanha contra os farrapos.
24 de janeiro: concedido perdão aos desertores que se apresentassem à República até 28 de fevereiro.
10 de fevereiro: encerrados os trabalhos da Assembleia Constituinte farroupilha.
12 de fevereiro: Caxias organiza o exército imperial, chamando Bento Manuel. Antônio Paulo da Fontoura, vice-presidente farrapo, é assassinado em Alegrete.
19 de fevereiro: Sousa Neto e Canabarro reúnem suas forças no Passo do Rosário.
27 de fevereiro: morre Onofre Pires, ferido em duelo com Bento Gonçalves alguns dias antes.
1° de março: Último número do jornal O Americano.
4 de março: Primeira edição do jornal Estrela do Sul. Jerônimo Jacinto Pereira derrota uma tropa farroupilha comandada por José Soares Portinho.
15 de março: Última edição do jornal Estrela do Sul.
19 de março: Caxias chega a São Gabriel com seu exército.
4 de agosto: Bento Gonçalves renuncia a presidência, assume Gomes Jardim.


1844

27 de fevereiro: duelo entre Bento Gonçalves e Onofre Pires, Onofre é ferido e morre dias depois.
14 de novembro: Batalha dos Porongos.
7 de dezembro: ataque de Davi Canabarro a Encruzilhada do Sul.


1845

22 de fevereiro: Canabarro reune em Ponche Verde um conselho de oficiais para discutir termos de um tratado de paz.
1 de março: Fim da Guerra dos Farrapos. David Canabarro assina o tratado de paz.

Fonte: wikipedia
Assine o FEED ou receba os artigos por EMAIL. Siga o blog no TWITTER!

0 comentários:

Postar um comentário

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS

Promoção LIVROS na PITHAN PILCHAS
COMPRE SEU LIVRO NA PITHAN PILCHAS: CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS
Related Posts with Thumbnails